Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinhar com

Venez j'vais vous aider. On descend et hot c'est parti - Amélie Poulain

Cozinhar com (leite)

Apesar de já ter três receitas de panquecas, mais uma não fará mal a ninguém, muito pelo contrário. Desta vez, aquelas bem ao estilo americano, mais altas e (tal como as outras) bem reconfortantes. Como é que faço para que elas desfilem na minha mesa, Estefânia? Com o mínimo de esforço e alguma paciência, conseguireis ser suficientemente persuasivos para as convencer a irem ter à vossa mesa. 
Digo isto porque é-me difícil entender o motivo que leva algumas pessoas a comprarem massas já prontas, sejam de panquecas ou até mesmo de bolos. Se for o caso não digais "fui eu que fiz" mas sim algo como "fui eu que acrescentei". O facto de ser só acrescentar os ingredientes descritos na embalagem, na minha opinião, embacia-lhe o rótulo de "caseiro". Ah, para não falar que se tratará sempre de uma versão industrializada de um produto, que é sempre pouco... aconselhável! Assim sendo, espero que com o meu testemunho (e vale o que vale) a dizer que estas panquecas são "super fáceis de fazer e até bem rápidas", se despeguem de qualquer versão industrializada em dois tempos. 

 

Ingredientes 

1 chávena de leite

2 ovos

2 chávenas de farinha de trigo

4 colheres de chá de fermento em pó

1 colheres de sopa de açúcar mascavado

1 colheres de chá de óleo

  

Preparação

 

Misturar todos os ingredientes com o auxílio da vara de arames.
Bater até que a massa esteja homogénea.

Numa frigideira antiaderente, colocar mais ou menos 1 concha de sopa de massa, sem espalhar.
Quando a massa estiver com “bolhas”, virar delicadamente com a ajuda de uma espátula.
Deixar o outro lado dourar. 

 

 

 

 

IMG_20170721_172622

IMG_20170721_172651

IMG_20170721_172903

 

Cozinhar com (alecrim)

Sempre que penso em lanches e/ou pequenos-almoços, e seja qual for a estação do ano, vêm-me sempre à cabeça os afamados, scones! Vá, chamem-me básica, miss cliché, tia, o que quiséreis, mas não conseguireis tirar do meu cardápio modelo estes scones bem perfumados e aromáticos. Digo que são opção em qualquer estação do ano porque, à partida, associá-los-eis ao inverno e a bebidas mais quentes, mas desenganai-vos, estes indivíduos, na minha opinião, também fazem um belo pandã com as mais frias (sem açúcar). "Ah e tal, mandas o filete a dizer que devemos consumir bebidas sem açúcar e fazes uns scones que nem são assim tão saudáveis!" Pois é, tendes razão, de facto é verdade, mas o equilíbrio faz falta e é isso que tento, já há muito tempo, transmitir. Aqui, não vale a expressão "perdido por cem, perdido por mil" - porque, na verdade, não é a mesma coisa! Esta expressão é só um amparo psicológico para a culpa que eventualmente vamos sentir se nos perdermos por mil, mas, tenho a certeza que não ampara a saúde!

 

Por falar em "coisas a transmitir", há novidades (bem fresquinhas), lembrai-vos certamente da Ana Sardo (@anacsardo) - já contribuiu para uma Conversa e é a responsável pelo vaidoso cabeçalho que o blogue tem! Hoje enriquece esta receita de scones de alecrim e laranja com uma belíssima ilustração!

 

Ingredientes  (rende 8 scones)

450 g de farinha integral

3 colheres de chá de fermento em pó

1 colher de sopa de açúcar amarelo

60 g de manteiga sem sal

2 colheres sopa de alecrim fresco, bem picado

raspa de 1 laranja

250 ml de bebida vegetal 

 

Para a cobertura 

bebida vegetal q.b.

1 colher de sopa de alecrim, grosseiramente picado

1 colher de sopa de raspa de laranja

 

Curd de laranja 

raspa de 1 laranja

80 g de açúcar amarelo

200 ml de sumo de laranja

2 ovos

50 g de manteiga sem sal

1 colher de sopa de farinha maizena

 

Numa tigela em pirex, bater os ovos com o açúcar, juntar o sumo e a maizena e misturar bem. Juntar a manteiga e levar ao lume em banho-maria, mexendo sempre com um fouet até engrossar. Colocar num frasco, deixar arrefecer e conservar no frigorífico.

 

Preparação

 

Numa taça amassar muito bem a farinha, o fermento, o açúcar e a manteiga (a temperatura ambiente).
Adicionar o alecrim e a raspa de laranja e voltar a amassar.
Abrir um sulco na mistura, deitar a bebida vegetal e misturar até a massa apresentar uma textura homogénea.
Colocar massa numa superfície enfarinhada, estendê-la numa forma arredondada e cortar os scones em triângulos com aproximadamente 1 cm de altura.
Pincelar com a bebida vegetal e polvilhar os scones com o alecrim e a raspa de laranja 
Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC durante cerca de 15 minutos.
Acompanhar com o curd de laranja e iogurte natural.

 

Scones_Laranja

IMG_20170312_094548-01

IMG_20170312_095527-01

IMG_20170312_095612-01

Cozinhar com (farinha integral)

Já há muito tempo que aboli o pão de forma da minha alimentação, por uma simples razão: a extensa lista de ingredientes que o compõe. Ingredientes que muitas vezes incluem variados tipos de açúcar, de gordura e o diabo a sete. Sendo o pão um alimento mui' nobre, que alimentou os seres humanos durante muitos séculos (e continua a alimentar), merece um bocadinho mais de respeito e menos ingredientes manhosos que só servem para uma conservação mais prolongada e para adicionar "sabor" de forma não natural. Como já disse em textos anteriores, tal como acontece na nossa vida, com as nossas ações e, por exemplo, em termos de visual, o mesmo acontece com os ingredientes que compõem os alimentos que ingerimos: less is more! Portanto, quando vi esta receita do Rui, por si só já aliciante, e quando ele me disse "parece o pão de nozes do Chave D'Ouro (quem é da zona perceberá a boa e aliciante comparação), não tive outro remédio que senão reproduzi-la para me matar a curiosidade e principalmente, para ter um pão saudável (sem manhas) pronto a comer durante a semana.

 

 

Ingredientes

245 g de farinha integral

105 g de farinha sem fermento

3 colheres de chá de fermento químico em pó

300 ml de água

30 g de mel caseiro

90 g de sultanas

90 g de sementes de girassol

 
 
Preparação
 
Pré aquecer o forno nos 220ºC.
Untar uma forma para bolo inglês com cerca de 22 cm de comprimento com manteiga e polvilhar com farinha. 
Colocar todos os ingredientes num recipiente e misturar, com a mão ou com a ajuda de uma colher de pau, até obter uma massa semi-líquida. Caso seja necessário, adicionar um pouco mais de água.
Colocar a massa na forma e levar ao forno durante cerca de 40 minutos. 
Desenformar e deixar arrefecer em cima de uma rede antes de cortar e, se quiser, congelar.
 
 

IMG_20170226_091929-01

IMG_20170226_101434