Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinhar com

Venez j'vais vous aider. On descend et hot c'est parti - Amélie Poulain

Cozinhar com (cenoura)

Não é bom quando conseguimos ser expressivos através da escrita? E quando existe uma Celine e uma Ana que se expressam lindamente através da fotografia e ilustraçãonão é igualmente bom? Pois bem, a resposta para ambas as questões é: sim, muito bom! Felizmente elas aceitam sempre, de bom grado, o que proponho. Assim sendo, dou-lhes total liberdade para criarem o que de melhor sabem fazer e os resultados estão à vista de todos! Então, nesta publicação, juntei-lhes os trabalhos, girando tudo à volta deste legume que nos pisca o olho em junho - a cenoura. Vai um aposta em que ides ficar com um brilhozinho nos olhos depois de provar este bolo e de ver as fotografias e a ilustração? Eu fiquei. Faz sentido terminar este texto com (mais) uma questão? Faz?

 

Ingredientes

 

1 chávena e meia de cenoura ralada

2 ovos

½ chávena de azeite

1 chávena de café de açúcar mascavado

1 chávena de farinha integral

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de café de canela em pó

100 g de queijo creme

2 colheres de sopa de geleia de arroz

 

Preparação

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC e untar uma forma de bolo inglês.
Descascar e ralar as cenouras com a ajuda de um ralador grosso. 
Numa tigela, misturar a farinha com o bicarbonato e a canela. 
Com a ajuda de uma vara de arames bater o açúcar e o azeite. De seguida adicionar os ovos e bater mais um pouco.
Juntar a cenoura ralada e misturar bem.
Adicionar a mistura de secos e misturar com a ajuda de uma espátula até obter uma massa homogénea.
Levar ao forno pré-aquecido durante 30 minutos ou até o palito sair seco.
Nota: como a massa é um bocado pesada este bolo não cresce muito.

Retirar do forno e deixar arrefecer um bocado antes de desenformar. Quando desenformado esperar que arrefeça por compelo antes de cobrir com a cobertura.
Retirar o queijo creme do frio para que, durante esse tempo de espera, amoleça ligeiramente. 
Numa tigela, misturar o queijo creme com a geleia de arroz usando uma vara de arames, até a cobertura ficar lisinha.
Atenção: não bater em demasia senão ficará muito líquido.

Espalhar a cobertura sobre o bolo. Guardar no frigorífico.

 

2017-05-31 12:06

WhatsApp Image 2017-05-10 at 22.18.52

WhatsApp Image 2017-05-10 at 22.18.32

WhatsApp Image 2017-05-10 at 22.18.51

WhatsApp Image 2017-05-10 at 22.18.32 (2)

WhatsApp Image 2017-05-10 at 22.18.32 (1)

Cozinhar com (kiwi)

Fim de semana à séria tem que ter sobremesa à mesa! Sobremesa que serve muitas vezes de pequeno almoço, sobremesa para o almoço e jantar, lanche e, a esticar bem, para a ceia. Declaro que sou uma defensora da expressão: dias não são dias! Quando encaixámos os "guilty pleasures" na nossa alimentação devemos ter sempre o bom senso presente, para que não se torne um hábito diário, mas sim uma pontualidade que trará, com certeza, outro alento à vida!
Assim sendo, deixo-vos a receita de um bolo, inspirado no clássico invertido de ananás, mas desta vez quem ficou de pernas para o ar foi o kiwi. A escolha da fruta foi tarefa fácil, pois baseou-se na abundância que se faz sentir, no facto de serem biológicos, e claro no seu sabor mesmo no ponto certo. Atenção: Xô com o sentimento de culpa, não é isso que se pretende e nunca deve existir pois, com os "dias que não são dias" pretende-se o seu calmo desfruto.

 

Ingredientes

 

3 kiwis grandes (às rodelas e pedacinhos)

90 g de manteiga amolecida

100 g de açúcar amarelo + 2 colheres de sopa

180 g de farinha com fermento

80 g de chocolate negro em pedaços

4 ovos 

sumo de 2 clementinas

 

Preparação

 

Para começar untar com manteiga e polvilhar com farinha uma forma de fundo amovível (usei uma com 26Ø). Ainda acerca da forma, forrar o fundo da mesma com um círculo de papel vegetal.
Cortar os kiwis às rodelas e dispor de modo a que cubram o fundo. Quando não houver mais espaço para rodelas, preencher o restante espaço disponível com pedaçinhos de kiwi. Polvilhar com 2 colheres de sopa de açúcar amarelo.
Numa taça bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. 
Acrescentar os ovos, um a um, batendo entre cada adição.
Adicionar o sumo das clementinas e de seguida a farinha, misturando tudo muito bem até ficar uma massa homogénea.
Acrescentar os pedaços de chocolate negro na massa.
Levar ao forno pré-aquecido a 190ºC cerca de 40 minutos ou até o palito sair seco.
Retirar do forno, deixar arrefecer para de seguida desenformar.

 

IMG_20170205_090532-01

IMG_20170205_090606-01

IMG_20170205_090624-01

IMG_20170205_143006-01

IMG_20170205_143018-01

Cozinhar com (cenoura)

Esta é a segunda receita onde a rainha é a Dona Cenoura. E a receita, Estefânia? Essa, meus queridos e queridas, é só avançareis um bocadinho na leitura! Mas esperai.. até vos digo mais.. para além de estar aqui (com algumas alterações), a original está no blogue da Menina Ana, aqui. Decidi fazê-la porque, desde que vi aquele bolo tão laranja, tão laranja, com um aspeto divinal, de querer deitar mão ao computador na esperança de tirar uma fatia, não descansei enquanto não o fiz. Outra razão, é porque vem aí uma novidade em forma de nova rubrica, e esta publicação acaba por ser uma introdução para tal.

It's gonna be legen… wait for it… dary!
Quer dizer.. Nem tanto!
Não quero estar a utilizar a palavra de Barney em vão.

 

Ingredientes

 

5 ovos 

500 g de cenoura descascada

2 paus de canela

1 limão: 1 casca, 1 colher de chá de raspa e 2 colheres de sobremesa de sumo

6 colheres de sopa de farinha sem fermento

150 g de açúcar amarelo

 

Preparação

 

Começar por cozer as cenouras em água juntamente com a canela em pau e a casca de limão. Escorrer a água da cozedura e triturar a cenoura com a ajuda de uma varinha mágica até obter um puré. Deixar arrefecer.
Pré aquecer o forno a 170ºC e preparar uma forma com 26 cm de diâmetro, untando-a bem com manteiga e polvilhando-a com farinha.
Num recipiente bater os ovos com o açúcar e acrescentar a farinha, batendo novamente até ganhar uma consistência homogénea.
Acrescentar o puré de cenoura, a raspa e o sumo do limão. Agora, toca a misturar!
Por fim, basta deitar a massa na forma e levar ao forno cerca de 30 a 35 minutos.

 

Nota: sendo este bolo, um bolo húmido, o teste do palito pode não ser o mais fiável, portanto, como a querida Ana aconselha, e eu sublinho, confiai no vosso instinto culinário e retirai o bolo do forno quando já não abanar e parecer-vos cozido. 

 

IMG_20161120_093924

IMG_20161120_085213-01

IMG_20161120_085414-01

IMG_20161120_090313-01-0eee1

IMG_20161120_090rrrr559-01-01